Vida Saudável

Veja como a cafeína pode ajudar nos estudos e no emagrecimento

A cafeína é uma das substâncias mais consumidas no mundo, usada para aumentar a potência física e mental. Seu grande consumo se deve à facilidade em achá-la, seja em cafés, cápsulas, alimentos e até em suplementos para perda de peso. Afinal, quem já utilizou remédios para emagrecer sabe quão difícil é a luta contra a balança.

Ela possui várias ações no organismo, como estimulação do sistema nervoso central, lipólise e diurese, além da melhora na capacidade respiratória e muscular. Além disso, estimula o emagrecimento, porque o metabolismo acelerado faz com que o organismo gaste mais energia e aumente a queima de gordura.

Vale lembrar que, para que a cafeína tenha melhores efeitos no emagrecimento, deve ser associada à prática periódica de atividades físicas e a uma dieta para equilibrada, rica em vegetais e carne magra, e pobre em gordura, frituras e açúcares. Por isso, não deixe de consultar um médico especializado ou uma nutricionista.

De que forma tomar?
O consumo máximo recomendado é de cerca de 400 mg de cafeína por dia, ou 6 mg por quilo de peso da pessoa. Assim, podem ser usadas até duas cápsulas de cafeína de 200 mg ou uma de 400 mg diariamente, por exemplo.
Seu uso pode ser dividido em uma ou duas ingestões diárias, de preferência após o café da manhã e almoço. Também é recomendada a utilização à tarde antes da atividade física, mas deve ser evitada à noite, pois pode atrapalhar o sono.

Há efeitos colaterais?

Sim. Eles derivam da estimulação cerebral, que causa irritabilidade, agitação, insônia, tontura, tremores e batimentos cardíacos acelerados. Também pode ter um efeito irritativo no estômago e intestino, provocando enjoo, vômitos e diarreia.

Como funciona?
A cafeína é uma metilxantina, substância que atua direto no cérebro, e atua bloqueando os receptores da adenosina, neuromodulador que se acumula no cérebro ao longo do dia e provoca cansaço e sono. Com isso, aumenta a liberação de neurotransmissores como adrenalina, noradrenalina, dopamina e serotonina, causando efeito estimulante.

Ao ser ingerida, a cafeína é absorvida rapidamente e atinge um pico de concentração no sangue em cerca de 15 a 45 minutos, e tem uma ação de aproximadamente 3 a 8 horas no organismo.

Ver mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Navegação off-line