Manutenção Automotiva

Óleo do motor: entenda o que é um lubrificante automotivo

O cuidado com o automóvel é uma necessidade de todo proprietário de um veículo. Freios, pneus, combustível adequado… Tudo é de extrema importância. Atenção! A troca de óleo também pede atenção redobrada. Precisamos conversar sobre lubrificantes automotivos.

É necessário entender, primeiro, o seu funcionamento. O óleo é vital para o bom funcionamento do automóvel, pois ele lubrifica os componentes móveis do motor, com o objetivo de diminuir o atrito e o calor gerados pelas peças. Assim, o “óleo baixo” é altamente prejudicial, já que o propulsor do veículo passa a trabalhar sob temperaturas acima das sugeridas, fundindo até mesmo o motor.

Diferenças entre os lubrificantes

Vale salientar que os lubrificantes não são todos iguais. Existem diferenças de viscosidade e pacotes de aditivos que estão relacionados ao desempenho do produto. Para cada tipo de veículo há uma especificação de óleo a ser utilizado. O consumidor deve sempre verificar a recomendação da montadora no manual do proprietário do veículo.

Carro x Moto

Outro fator importante: todos os lubrificantes são compostos por óleo básico e aditivos. Os usados para carro e moto são semelhantes, mas não possuem o mesmo tipo de aditivação. Os lubrificantes para motos possuem aditivação diferenciada, em função da embreagem ser lubrificada pelo óleo de motor. Sendo assim, o uso de óleos de carros em motocicletas pode ocasionar problemas.

Ainda sobre a troca, é importante que o óleo esteja quente. É isso mesmo. Desta forma, o produto flui com mais facilidade e carrega com ele a sujeira do motor para que a troca seja realizada rapidamente. Lembramos ainda que o nível correto é entre o máximo e o mínimo da vareta. Ou seja, não é recomendado manter o nível próximo a nenhuma das extremidades.

Além disso, o óleo consumido deve ser reposto. Se o lubrificante ficar preto com a utilização, é sinal de que está cumprindo sua função, que é a de remover as impurezas do motor e deixá-las “flutuando” no lubrificante até o momento da substituição. É fundamental que a sujeira esteja no óleo e não no motor, para que provoque problemas.
Etiquetas
Ver mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Navegação off-line

Fechar