Carro & Direção

Veja quando e como vender o carro usado

Há quem o encare como amor para vida toda e quem pense em relação passageira. O homem e seu carro formam uma parceria que, em muitos casos, precisa ser desfeita em uma venda. Mas há momentos e circunstâncias que podem tornar esse “divórcio” mais vantajoso para o dono do veículo. Portanto, vamos mostrar quais.

Além do momento em que o proprietário passa a sentir vontade de trocar de carro, há outros indícios de que a hora de vender o veículo chegou. Um deles é o momento do “ciclo de vida” do modelo, por exemplo, quando ele está para sofrer uma grande mudança, como o lançamento de uma nova geração.

Outro sinal é o custo de manutenção. Quando o valor anual gasto com as manutenções ultrapassa 10% do valor de venda do carro é um indicativo de que este pode ser o momento de pensar na substituição.

Melhor preço
Para colocar o plano de venda em prática, é preciso saber quanto vale o veículo. Lembre-se que, nos dois primeiros anos, a desvalorização é mais acentuada e, nos anos seguintes, ela vai se estabilizando ao redor dos 10%. Um bom referencial de preço é a tabela Fipe.

Quem não tem pressa para se desfazer do carro pode obter um valor melhor com a venda direta, para pessoa física. Se o objetivo, porém, é ter o dinheiro mais rapidamente, as lojas (físicas e online) são boas opções.

E é aí que entram parceiros importantes do Km de Vantagens, o maior programa de fidelidade do Brasil. No site iCarros, por exemplo, com 100 Km mais R$ 59,95, o anúncio online é feito. Já no Webmotors, 200 Km garantem 40% off nos anúncios.

Transferência
Ao efetuar a venda, é fundamental se preocupar, também, com a transferência do veículo. Atualmente, é dado um prazo de 30 dias a quem compra um carro para fazer a transação, a partir da data da aquisição que consta no recibo de compra e venda do CRV (Certificado de Registro do Veículo). Importante lembrar que a obrigação de validar esse processo é de quem compra o carro.

Mas é preciso ter a assinatura de quem vendeu e o reconhecimento de firma. Um detalhe: é importante avisar o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) da transferência.

Etiquetas
Ver mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Navegação off-line