CinemaEntretenimento

Aladdin usa os efeitos visuais pra fazer o que só víamos em animações

"Friend Like Me", com o Gênio, é um dos pontos altos do filme

Desde que Alice no País das Maravilhas, de Tim Burtom, estreou lá em 2010 e rendeu mais de 1 bilhão de dólares em bilheteria pra Disney, o estúdio resolveu que era hora de adaptar todos os seus grandes clássicos para filmes com atores reais. Em 2017, o sucesso estrondoso veio com A Bela e a Fera. E, nesse ano, mais um musical chega às telas com Aladdin.

No filme, que é dirigido por Guy Ritchie (que comandou Sherlock Holmes), Mena Massoud interpreta Aladdin, que a mando de Jafar resgata a lâmpada mágica que, para sua surpresa, enclausura o Gênio (Will Smith). A partir daí, Aladdin conta com a ajuda do seu novo amigo para conquistar Jasmine (Naomi Scott, a Ranger Rosa de Power Rangers).

Fonte: divulgação

O enredo é o mesmo da animação original com algumas adaptações para adequar melhor à linguagem cinematográfica. Os pontos altos estão nas trabalhosas coreografias protagonizadas por Aladdin (através das mágicas do Gênio, claro), o ótimo potencial vocal de Naomi Scott e o ar bastante divertido que Will Smith conseguiu dar ao seu personagem, que encabeça o ótimo momento da execução da canção “Friend Like Me”.

Você pode ouvir a trilha sonora completa do longa, que está disponível no Spotify, e comprar os seus ingressos de cinema para o filme com desconto através do Km de Vantagens.

Etiquetas
Ver mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Navegação off-line