Manutenção AutomotivaSaúde

Como o óleo descartado de forma errada prejudica a saúde?

Componentes contidos nos lubrificantes podem causar doenças graves

Atualmente, muito se fala sobre a importância da reciclagem. Afinal, é sobre a preservação do nosso planeta que estamos tratando aqui. Colocando em prática ou não, certamente você já ouviu sobre como separar e destinar embalagens plásticas, metal, papel e vidro. Entretanto, você sabe realmente os perigos do descarte irregular do óleo do seu automóvel?

Além de prejudicar o meio ambiente, o lubrificante pode causar problemas para a saúde, caso seja despejado em algum local de forma errada. A contaminação do solo, por exemplo, torna impraticável a lavoura ou mesmo a construção de prédios.

CONFIRA TAMBÉM: Qual a função do cárter do motor?

Elementos perigosos do óleo

Isso ocorre porque os óleos lubrificantes são tóxicos, consequência da derivação do petróleo. Os aditivos, em concentrações elevadas, fazem crescer a capacidade de contaminação, gerando assim compostos altamente maléficos.

Tudo isso sem falar nos elementos tóxicos. Para auxiliar na orientação, conheça agora os principais elementos e as suas consequências à saúde.

Chumbo – dores no abdome, problemas no sistema nervoso, além de câncer nos rins.

Cádmio – danos hepáticos e nos rins, debilidade dos ossos e câncer de pulmão.

Arsênico – provoca alteração na pressão sanguínea e cirrose hepática.

Cromo – traz a possibilidade de causar dor abdominal, crescimento do fígado e câncer nos pulmões, fígado e pele.

Hidrocarbonetos – cancerígenos, afetam os pulmões e podem causar má-formação fetal.

A lista, de fato, é grande. Dessa forma, o descarte irregular do óleo lubrificante é uma insistência sem sentido. Afinal, todo cuidado é pouco. Vale lembrar, ainda, que esses elementos capazes de contaminar o organismo são bio-acumulativos, o que significa um longo período de permanência.

CONFIRA TAMBÉM: DT Clean é destaque no Porta dos Fundos

Riscos também para profissionais

Os trabalhadores envolvidos na troca de óleo devem ser previamente treinados e informados sobre os riscos, cuidados e conduta em caso de acidentes. Além disso, precisam necessariamente usar os equipamentos de proteção individual (EPI), incluindo um creme protetor da pele óleo-resistente.

Outra precaução é evitar o contato prolongado na pele e a inalação de gases. É por isso que a Rede Ipiranga tem a preocupação de realizar o descarte correto dos lubrificantes e também das embalagens, promovendo um trabalho rigoroso para evitar a contaminação do meio ambiente, além de eliminar os riscos para a saúde dos profissionais que atuam diretamente com o produto, assim como dos motoristas.

Cuidados

Por esses e outros motivos, é fundamental que o consumidor evite promover a substituição do lubrificante de forma errada. Além disso, o armazenamento do produto em casa ou até mesmo dentro do automóvel exige cuidados redobrados.

Em situações como essa, nunca despeje sobras de lubrificantes no tanque da residência ou nas ruas. Nesses casos o ideal e procurar um posto Ipiranga para deixar o material diretamente com um dos nossos profissionais. Dessa forma, o produto terá a destinação correta, evitando assim prejudicar o meio ambiente e também a sua saúde. Afinal, como destacamos no início do texto, é do nosso planeta que estamos falando.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Navegação off-line

Fechar