Vida Saudável
Tendência

Coronavírus: sintomas e formas de prevenção

Dicas importantes para se proteger e evitar a proliferação do vírus

A pandemia de coronavírus atinge todos os continentes, faz milhares de vítimas e lança apreensão em todos os lugares. No Brasil, 2.915 casos foram confirmados pelo Ministério da Saúde até o dia 26 de março, com 77 mortes.

Como ainda não existe uma vacina contra a doença, o melhor remédio é a prevenção. Por isso, a informação tem grande valor para evitar tanto a proliferação do vírus quanto a geração de pânico coletivo.

Matérias especiais
Coronavírus: informações importantes sobre o Covid-19

O que é o coronavírus?

Trata-se de uma família de vírus que causa infecções respiratórias. O agente foi descoberto na China, quando casos começaram a ser registrados em dezembro do ano passado. De lá para cá, a doença se espalhou. Tanto que, recentemente, a Organização Mundial de Saúde considerou o surto como uma pandemia.

Sintomas

Os principais sintomas são: febre, cansaço e tosse seca. Entretanto, o vírus pode provocar ainda dores no corpo e coriza. Nos casos mais graves, o paciente apresenta grande dificuldade para conseguir respirar. Mesmo assim, é possível que algumas pessoas não apresentem sintomas. Aliás, o vírus pode ficar incubado por até duas semanas.

Públicos mais vulneráveis

Idosos estão entre os mais vulneráveis ao coronavírus. Também necessitam de uma atenção especial as pessoas com doenças crônicas, como diabetes e pressão alta. Por sua vez, os mais jovens, aparentemente, possuem uma resistência maior ao vírus.

Transmissão

A transmissão ocorre com o contato com o vírus. Isso pode acontecer através da tosse, gotas de saliva e espirro, por exemplo. Tocar em uma superfície contaminada também é uma das formas de transmissão. Por isso, seguir algumas condutas para prevenção são fundamentais para evitar a proliferação da doença.

Modo de prevenção

Não há remédio ou vacina para prevenir contra o problema. Mas existem algumas medidas que ajudam. Dessa forma, é muito importante lavar as mãos periodicamente com água e sabão. Caso não seja possível, o álcool gel 70% é uma alternativa. Por exemplo, após descer do ônibus, higienize as mãos com o produto.

Além disso, evite tocar olhos, nariz e boca. Dividir copos e talheres também não é recomendado. Superfícies e objetos tocados com frequência devem ser limpos e desinfetados. Em casa, mantenha os ambientes ventilados.

Se possível, evite locais com grande aglomeração de pessoas. Ao identificar uma pessoa tossindo ou espirrando, o ideal é manter 2 metros de distância.

Comer uma alimentação equilibrada e saudável também faz muita diferença. Por isso, evite gorduras, frituras e uma grande quantidade de açúcar. Frutas, verduras e legumes precisam fazer parte do cardápio, formando uma boa combinação com carnes magras e carboidrato.

Nesse pacote, não esqueça de incluir a prática de atividade física no dia a dia. Caminhar diariamente faz uma grande diferença para a conquista da qualidade de vida, garantindo assim um organismo mais resistente aos vírus.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo

Navegação off-line

Fechar